A rede se constitui a partir da articulação crítica da extensão universitária, do ensino e da pesquisa com foco em territórios periféricos vinculados à situação de pobreza e sua interlocução as políticas públicas. Tem a perspectiva decolonial, territorizalizada e interseccional de produção de conhecimento com fins de romper com a dinâmica de dominação alinhadas por meio da classe, raça, gênero e territórios. Enfocando o compromisso social com a transformação da realidade, utiliza delineamentos metodológicos qualitativos, quantitativos, mistos e participativos. A reaPODERE difunde seus conhecimentos por meio da produção de artigos e capítulos de livros, da extensão universitária, das oficinas, das capacitações, das palestras e das redes sociais.

A ReaPODERE concentra suas atividades de pesquisa, ensino e extensão nas seguintes temáticas:

  1. Espaços de proteção e fortalecimento comunitário nas Políticas Públicas de Assistência Social;
  2. Implicações psicossociais da pobreza multidimensional;
  3. Processos comunitários de resistência e afrontamentos interseccionais-decoloniais em territórios periféricos;
  4. Processos interseccionais e coloniais de discriminação a partir da articulação das matrizes de dominação de classe, raça, gênero, territórios;
  5. Práticas de produção interseccional-decolonial de Saúde Mental de populações indígenas e quilombolas: fatores de risco e de proteção.